Pesquisar
Close this search box.

Napoleão (2023): Emoções e Legado no Final Explicado

O filme Napoleão (2023) é um drama épico histórico dirigido por Ridley Scott e escrito por David Scarpa. Ele retrata a história de Napoleão Bonaparte, focando em sua ascensão ao poder e seu relacionamento com sua esposa, Joséphine Bonaparte. No filme, Joaquin Phoenix interpreta Napoleão e Vanessa Kirby faz o papel de Joséphine. O filme estreou em 2023 e teve uma recepção mista da crítica, com elogios para as cenas de batalha e as atuações, mas críticas por suas imprecisões históricas.

Resumo Rápido da Trama

O filme “Napoleão” conta a história de um homem chamado Napoleão Bonaparte, que viveu há muito tempo, durante a Revolução Francesa. Ele foi um grande líder militar que conquistou muitas vitórias, mas também teve momentos difíceis. Napoleão se casou com uma mulher chamada Joséphine, mas depois descobriu que ela não podia ter filhos, então tiveram que se separar. Ele teve um filho com outra mulher e continuou sua vida como líder da França, mas enfrentou muitos desafios, como invadir a Rússia e lutar na Batalha de Waterloo. No final, Napoleão foi exilado em uma ilha e lá ele morreu, mas sempre será lembrado por sua coragem e determinação.

Final Explicado

O final de “Napoleão” (2023) mostra momentos importantes que refletem tanto o sucesso quanto a queda de Napoleão Bonaparte. Após a derrota na Batalha de Waterloo e seu subsequente exílio na ilha de Santa Helena, Napoleão passa seus últimos dias escrevendo suas memórias e interagindo com crianças, apresentando uma versão dos eventos onde ele sempre está correto. Essa parte do filme sugere que, apesar de suas falhas e derrotas, Napoleão ainda busca moldar seu legado, destacando suas conquistas e minimizando suas derrotas.

Sua morte em 1821, onde ele ouve Joséphine chamá-lo, simboliza um fechamento sentimental para Napoleão, conectando-o novamente com um aspecto mais humano e pessoal de sua vida, contrastando com suas ambições e conquistas militares e políticas. A menção de Joséphine em seus últimos momentos enfatiza o impacto duradouro de seus relacionamentos pessoais em sua vida, mesmo após a separação e sua morte.

O epílogo, que menciona a morte de cerca de 3 milhões de pessoas nas Guerras da Coalizão, serve como um lembrete sombrio do custo humano de tais ambições de poder e conquista. Isso coloca em perspectiva as ações de Napoleão, convidando o espectador a refletir sobre o legado complexo de figuras históricas como ele, entre conquistas e custos humanitários.

Em resumo, o final de “Napoleão” não apenas narra o declínio de um líder outrora poderoso, mas também oferece um olhar sobre como ele desejava ser lembrado, contrastando seus desejos com a realidade das consequências de suas ações.

Filmes similares

Filmes semelhantes a “Napoleão” (2023) geralmente compartilham temáticas épicas, foco em figuras históricas de grande relevância, e uma mistura de drama pessoal com conflitos em larga escala. Considerando esses aspectos, aqui estão algumas sugestões:

  1. “Gladiador” (2000) – Também dirigido por Ridley Scott, este filme é uma épica jornada de vingança ambientada no Império Romano, estrelando Russell Crowe. Apesar de focar em uma era diferente, compartilha o estilo visual grandioso e a atenção aos detalhes históricos.

  2. “O Último dos Moicanos” (1992) – Dirigido por Michael Mann, este filme é baseado no romance homônimo de James Fenimore Cooper, ambientado durante a Guerra Franco-Índia. Combina drama pessoal com a grandiosidade dos eventos históricos.

  3. “A Queda do Império Romano” (1964) – Um clássico épico histórico que explora a decadência do Império Romano. Embora mais antigo, oferece um olhar sobre a ascensão e queda de grandes impérios, similar ao arco de Napoleão.

  4. “Amadeus” (1984) – Focado em Mozart, mas contando com uma narrativa que mistura ficção com realidade histórica, semelhante à abordagem de “Napoleão” em termos de explorar a vida íntima de figuras históricas lendárias.

  5. “Lincoln” (2012) – Dirigido por Steven Spielberg e estrelando Daniel Day-Lewis, este filme foca na política e nas lutas pessoais de Abraham Lincoln durante a Guerra Civil Americana, oferecendo um retrato íntimo de uma figura histórica.

  6. “Marie Antoinette” (2006) – Dirigido por Sofia Coppola, este filme oferece um olhar moderno sobre a vida de Maria Antonieta, esposa de Luís XVI da França. Embora estilisticamente diferente, compartilha o interesse em retratar a vida pessoal de figuras históricas icônicas.

  7. “O Discurso do Rei” (2010) – Este filme explora a vida do Rei George VI e sua luta para superar sua gagueira. Como “Napoleão”, combina elementos de drama pessoal com um pano de fundo histórico significativo.

  8. “Barry Lyndon” (1975) – Dirigido por Stanley Kubrick, este é um épico de período que explora a ascensão e queda de um aventureiro na Europa do século XVIII. Embora não se concentre em uma figura histórica real, compartilha o esplendor visual e a atenção aos detalhes de época.

Essas sugestões oferecem uma variedade de filmes que, de diferentes maneiras, exploram figuras históricas complexas, conflitos épicos e a interseção entre o pessoal e o polít

Referência: Wikipedia

Francês Espanhol Italiano Inglês

Movies selected 4 You

Filmes

4 abr 2024

Final de Lift (filme de 2024) Explicado: Uma Comédia de Assalto Desvendada

Filmes

4 abr 2024

O Final do Livro de Clarence Explicado: Uma Análise Profunda

Filmes

4 abr 2024

Desvendando o Mistério: Final de ‘Alguma Outra Mulher’ Explicado

Filmes

4 abr 2024

O Final de “O Pedreiro” (filme de 2024) Explicado: Uma Conclusão Empolgante

Filmes

4 abr 2024

O Final de “O Pintor” (filme de 2024) Explicado & Resumo da Trama

Filmes

4 abr 2024

Explicação do Final de Ele Foi Por Ali: Desvendando o Clímax